Principal » vício » Os muitos benefícios do otimismo

Os muitos benefícios do otimismo

vício : Os muitos benefícios do otimismo
Você conhece alguém que parece sempre ter um sorriso e um pensamento positivo "otimista", e mesmo o dia mais triste sempre promete a eles que "amanhã provavelmente será melhor".

Se você sempre vê o lado positivo das coisas, pode sentir que experimentou mais eventos positivos em sua vida do que outros, se sente menos estressado e até desfruta de maiores benefícios à saúde. Esta não é sua imaginação.

Os benefícios do otimismo

Pesquisadores como Martin Seligman estudam otimistas e pessimistas há anos, e descobriram que uma visão de mundo otimista traz certas vantagens.

Saúde Superior

Em um estudo com 99 estudantes da Universidade de Harvard, aqueles que eram otimistas aos 25 anos eram significativamente mais saudáveis ​​aos 45 e 60 anos do que aqueles que eram pessimistas. Outros estudos associaram um estilo explicativo pessimista a taxas mais altas de doenças infecciosas, problemas de saúde e mortalidade precoce.

Maior Realização

Seligman analisou as equipes esportivas e descobriu que as equipes mais otimistas criavam sinergias mais positivas e apresentavam um desempenho melhor que as pessimistas. Outro estudo mostrou que os nadadores pessimistas que foram levados a acreditar que tinham feito pior do que tinham eram propensos a um mau desempenho futuro. Nadadores otimistas não tinham essa vulnerabilidade. Pesquisas como essa levaram algumas empresas a se esforçarem para contratar otimistas - uma prática que parece estar valendo a pena.

Persistência

Os otimistas não desistem tão facilmente quanto os pessimistas e são mais propensos a obter sucesso por causa disso. Alguns empresários otimistas, como Donald Trump, foram à falência (até mesmo várias vezes), mas conseguiram persistir e transformar seus fracassos em milhões.

Saúde emocional

Em um estudo de pacientes clinicamente deprimidos, descobriu-se que 12 semanas de terapia cognitiva (que envolve a reformulação dos processos de pensamento de uma pessoa) funcionavam melhor que as drogas, já que as mudanças eram mais duradouras do que uma correção temporária. Os pacientes que tiveram esse treinamento em otimismo tiveram a capacidade de lidar de forma mais eficaz com futuros contratempos.

Longevidade Aumentada

Em um estudo retrospectivo de 34 saudáveis ​​jogadores de beisebol do Hall of Fame que jogaram entre 1900 e 1950, os otimistas viveram significativamente mais tempo. Outros estudos mostraram que pacientes com câncer de mama otimistas tiveram melhores resultados de saúde do que pacientes pessimistas e sem esperança.

Menos estresse

Os otimistas também tendem a experimentar menos estresse do que os pessimistas ou realistas. Por acreditarem em si mesmos e em suas habilidades, esperam que boas coisas aconteçam. Eles vêem eventos negativos como pequenos contratempos a serem facilmente superados e vêem eventos positivos como evidência de outras coisas boas por vir. Acreditando em si mesmos, eles também assumem mais riscos e criam mais eventos positivos em suas vidas.

Pesquisas mostram que os otimistas são mais proativos com o gerenciamento do estresse, favorecendo abordagens que reduzem ou eliminam os estressores e suas conseqüências emocionais. Os otimistas trabalham mais no gerenciamento do estresse, para que sejam menos estressados.

Estilo explicativo explicado

"Estilo explicativo" ou "estilo de atribuição" refere-se a como as pessoas explicam os eventos de suas vidas. Existem três facetas de como as pessoas podem explicar uma situação. Isso pode influenciar se eles tendem a ser otimistas ou pessimistas:

  • Estável vs. Instável: O tempo pode mudar as coisas ou as coisas permanecem as mesmas, independentemente do tempo?
  • Global vs. Local: Uma situação é reflexo de apenas uma parte da sua vida ou da sua vida como um todo?
  • Interno vs. Externo: Você sente que os eventos são causados ​​por você ou por uma força externa?

Os realistas veem as coisas de forma relativamente clara, mas a maioria de nós não é realista. A maioria de nós, em certa medida, atribui os eventos de nossas vidas de maneira otimista ou pessimista. O padrão é assim:

Estilo explicativo do otimista

Os otimistas explicam os eventos positivos como tendo ocorrido por causa deles (internos). Eles também os veem como evidência de que coisas mais positivas acontecerão no futuro (estáveis) e em outras áreas de suas vidas (globais). Por outro lado, eles vêem eventos negativos como não sendo culpa deles (externos). Eles também os vêem como solitários (isolados) que não têm nada a ver com outras áreas de suas vidas ou com eventos futuros (locais).

Por exemplo, se uma otimista recebe uma promoção, ela provavelmente acreditará que é porque ela é boa em seu trabalho e receberá mais benefícios e promoções no futuro. Se ela for preterida para a promoção, é provável que ela esteja tendo um período fora do mês por causa de circunstâncias atenuantes, mas fará melhor no futuro.

Estilo explicativo pessimista

Os pessimistas pensam da maneira oposta. Eles acreditam que eventos negativos são causados ​​por eles (internos). Eles acreditam que um erro significa que mais virá (estável), e erros em outras áreas da vida são inevitáveis ​​(global), porque eles são a causa. Eles vêem eventos positivos como vermes (locais) que são causados ​​por coisas fora de seu controle (externas) e provavelmente não acontecerão novamente (instável).

Um pessimista veria uma promoção como um evento de sorte que provavelmente não aconteceria novamente, e pode até se preocupar que ela agora esteja sob mais escrutínio. Ser preterido para promoção provavelmente seria explicado como não sendo qualificado o suficiente. Ela, portanto, esperaria ser preterida novamente.

O que isto significa

Compreensivelmente, se você é um otimista, isso é um bom augúrio para o seu futuro. É mais provável que eventos negativos surjam das suas costas, mas eventos positivos afirmam sua crença em si mesmo, sua capacidade de fazer coisas boas acontecerem agora e no futuro e na bondade da vida.

Felizmente para os pessimistas e realistas, esses padrões de pensamento podem ser aprendidos até certo ponto (embora tendamos a estar mais predispostos aos nossos padrões de pensamento). Usando uma prática chamada reestruturação cognitiva, você pode ajudar a si mesmo e aos outros a se tornarem mais otimistas ao desafiar conscientemente pensamento negativo e autolimitado e substituindo-o por padrões de pensamento mais otimistas.

Recomendado
Deixe O Seu Comentário