Principal » vício » Os benefícios de saúde da flor da paixão

Os benefícios de saúde da flor da paixão

vício : Os benefícios de saúde da flor da paixão
A flor da paixão ( passiflora incarnata ) é um suplemento de ervas usado historicamente no tratamento da ansiedade, insônia, convulsões e histeria. Uma trepadeira perene nativa do sudeste da América do Norte, a flor da paixão é cultivada em toda a Europa.

O suplemento de ervas é composto de flores, folhas e caules da planta. Quando usado em medicina complementar, a flor da paixão está disponível como infusões, chás, extratos líquidos e tinturas.

Verywell / Nusha Ashjaee

Benefícios para a saúde

Embora a segurança e eficácia da flor de maracujá não tenham sido adequadamente estudadas, evidências de pesquisas limitadas em animais e humanos sugerem que o suplemento pode ser útil no tratamento da ansiedade, insônia e distúrbios nervosos.

No entanto, são necessários estudos científicos mais rigorosos para tirar conclusões firmes sobre a eficácia da flor da paixão no tratamento de problemas de ansiedade, como o transtorno de ansiedade social (TAS).

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais raramente foram relatados para a flor da paixão, mas podem incluir náusea, vômito, sonolência, batimento cardíaco acelerado e retardo mental. Ao tomar a flor da paixão, certifique-se de não dirigir ou operar máquinas pesadas até saber como isso afeta você.

Em geral, a flor da paixão é considerada segura e não tóxica. A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA, no entanto, não regulamenta a produção de ervas e suplementos. A maioria das ervas e suplementos não são exaustivamente testados, e não há garantia quanto aos ingredientes ou segurança dos produtos.

Dosagem e Preparação

Não há evidências científicas suficientes para apoiar o uso da flor de maracujá em crianças. Além disso, é importante ressaltar que essas dosagens não são prescrições, mas apenas orientações sugeridas.

  • Infusões: 2, 5 gramas, 3 a 4 vezes ao dia
  • Chás: Chá feito de 4 a 8 gramas de erva seca, diariamente
  • Extrato líquido: 10 a 30 gotas, 3 vezes ao dia
  • Tintura: 10 a 60 gotas, 3 vezes ao dia

O mesmo conselho se aplica quando se usa flor de maracujá como para qualquer suplemento natural: Leia o rótulo do produto e discuta com um médico ou outro profissional médico qual dosagem é adequada para você e suas necessidades médicas específicas. Certifique-se de informá-los sobre qualquer outro medicamento que esteja tomando ou remédios que esteja usando, mesmo que apenas ocasionalmente.

Como na maioria dos remédios à base de plantas ou outros medicamentos, não é uma boa ideia tomar maracujá se estiver grávida ou amamentando.

Tal como acontece com qualquer remédio herbal, há sempre a possibilidade de interação entre flor de maracujá e outros tratamentos ou medicamentos.

Há uma lista bastante abrangente de medicamentos conhecidos por possíveis interações com a flor da paixão. Estes incluem anti-histamínicos, benzodiazepínicos, barbitúricos e narcóticos. Além disso, qualquer antidepressivo também tem o potencial de interferir em sua potência.

Tome cuidado se você estiver tomando anticoagulantes ou medicamentos antiinflamatórios, pois estes demonstraram ter possíveis interações da flor de maracujá. Outros remédios à base de plantas que podem causar problemas com a flor da paixão são a raiz de kava e valeriana. Finalmente, substâncias como álcool, cafeína e aspirina podem não combinar bem com o uso de flores de maracujá.

Resumindo, as advertências padrão aplicam-se à flor de maracujá que se aplica a qualquer outro novo medicamento ou tratamento: Se você já estiver tomando ou planejando tomar outro medicamento ou suplemento, consulte um profissional de saúde qualificado sobre possíveis interações.

Outras perguntas

Quais são algumas alternativas à flor da paixão para a ansiedade?

Se a flor da maracujá não estiver funcionando da maneira que você precisa ou se você quiser experimentar outras opções, existem muitos outros suplementos sugeridos para o transtorno de ansiedade social, como a camomila, que vários estudos demonstraram ser eficazes na redução da ansiedade e talvez mesmo agindo como um antidepressivo. A camomila tem sido usada há milhares de anos, inclusive pelos antigos gregos, egípcios e romanos.

Outra opção que muitos com depressão consideraram útil é a erva de São João. A pesquisa sugere que a erva de São João é útil no tratamento da depressão leve a moderada, mas seu valor como tratamento para a ansiedade ainda não está estabelecido.

Se você vive com ansiedade social que é grave e debilitante e ainda não procurou um diagnóstico ou tratamento padrão, essa deve ser sua primeira linha de defesa antes de tentar um tratamento alternativo, como a flor de maracujá.

Tratamentos baseados em evidências, como medicamentos e terapia cognitivo-comportamental (TCC), provaram ser eficazes para reduzir os sintomas de ansiedade social. Não há necessidade de conviver com a ansiedade social diária - consulte seu médico sobre um encaminhamento a um profissional de saúde mental qualificado para diagnóstico e tratamento.

Recomendado
Deixe O Seu Comentário